Busca

Alegria de Mãe

Tag

investindo no eterno

Como você investe em seu(s) filho(s)?

Oi meninas,

Em uma das nossas consultas, comentei com a pediatra sobre crianças mais “agitadas” que o normal. Ela mesma, assim como eu, acredita que a falta de atenção dos pais faz com que a criança busque essa atenção de alguma outra forma. Talvez, as vezes, sendo “agitada”.

Sobre a necessidade de afeição, em seu livro “Bible Learning Activities”, Bolton e Smith dizem: “Estudos mostram que crianças não conseguem sobreviver sem a afeição  e amor dos pais. Amor é uma das necessidades básicas da natureza humana. A criança que tem problemas na disciplina, muitas vezes está demonstrando que não sente afeição das pessoas mais significantes em sua vida.” (…)

“A esfera natural em que é mostrada afeição para crianças é o lar. Mãe e pai são de importância primária em responder essa necessidade. Geralmente a criança que vem de um lar onde sofreu rejeição é forçada a olhar para um substituto favorável a fim de atender essa afeição.”

Em seu artigo “Criar filhos num regime de escravidão”, o Pr.Gilberto Celeti faz a seguinte colocação:

“A importância de um relacionamento de boa qualidade com a criança é sem dúvida fundamental na formação da criança. O investimento não apenas financeiro, mas de tempo e de atenção para com as crianças é que fará uma grande diferença.

O mais importante no desenvolvimento sadio, especialmente nos três primeiros anos de idade, é uma pessoa altamente engajada em seu relacionamento com a criança. Isto está sendo totalmente negligenciado pelos pais, que não estão ocupando este lugar.

Joquebede fez o investimento sábio, ao contrário de muitos pais que estão terceirizando a educação dos seus filhos. Joquebede, embora privada bem cedo do convívio de seu filho, aproveitou e muito bem, os primeiros anos para inculcar no menino a verdade de Deus.”

 

E você, está tentando investir tempo nos seus filhos? Está realmente dando atenção para eles? Se esforça para inculcar a Palavra de Deus nos seus filhos?

 

Carmen

 

Colaboração na Revista “O Evangelista de Crianças”

Oi amigos,

tivemos a alegria de participar, através de fotos, da Revista “O Evangelista de Crianças”, da APEC (out-dez/2014). O artigo foi escrito por Viviene Morais de Souza, que é autora de vários livros, incluindo “Não São Pequenos Demais“, “Falando de Deus aos Bebês” e “Missões para Crianças“, publicados pela Apec.

Gostaria de citar alguns trechos muito interessantes do artigo “Investindo para a Eternidade”:

“A avó e a mãe de Timóteo não poderiam convertê-lo ou exigir que recebesse a salvação em Jesus Cristo. Mas, podiam lhe dar a chance de conhecer o caminho da salvação. Elas o fizeram!

Muitos, infelizmente a grande maioria, dos papais e mamães e também avós estão hoje entregando essa oportunidade de “cura” eterna do seu filho para a igreja. Querem que a igreja administre a “dose do remédio”. Esperam que o pastor ou professora da Escola bíblica para as crianças faça alguma coisa para salvação de seus próprios filhos e netos.”

“Que adianta ter um ou mais empregos, ter bastante dinheiro ou dinheiro suficiente, comprar tantos objetos, investir na educação com boas escolas, livros, aulas de outro idioma, esportes diversos, artes, etc.? Que adianta ganhar o mudo para seus filhos, para minhas filhas e perder suas almas para o inferno?”

“Disciplina é sinal de amor. O pai ou mãe que não corrige o filho age loucamente porque o entregou ao caminho que conduz a perdição. Não haverá mais oportunidade quando o filho estiver morto por ter se envolvido com pessoas ou situações erradas. Então não adianta chorar sob seu caixão reclamando com Deus (…).”

Alguns pontos que ela destaca para investir em seus filhos:

“1. Só as coisas eternas são importantes

2. Invista seu dinheiro e seu tempo na vida espiritual do seu filho em primeiro lugar!

3. Incentive a participar das atividades da Igreja!

4. Converse sobre as obras de Deus!

5. Faça devocional com seu filho!”

E ela termina o artigo com uma frase de John Piper:

“A vida é curta. A eternidade é longa. É longa demais para lamentarmos o tempo desperdiçado.”

Dou graças a Deus por pessoas que investem em seus próprios filhos e por pessoas como a Viviene, que escrevem sobre sua própria experiência de vida e principalmente, sobre as direções que Deus dá na Bíblia!

E vocês, como podem investir melhor na eternidade de seus filhos?

Carmen

obs: para comprar a Revista da Apec, clique aqui

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: