O que me incentivou a começar esse blog, foi o encorajamento que recebi de blogs de mães cristãs, em sua maioria, em inglês. Com o intuito de incentivar outras mães a seguirem em frente a luta diária, foi que comecei a dividir meus pensamentos e, as vezes, pensamentos de outros.

E o blog completou um ano!

Ele não é minha prioridade (vocês já devem ter percebido que os posts não são constantes…hehe). Mas, quando tenho algo em mente e sinto Deus me incentivando a compartilhar com vocês, o faço!

Algumas pessoas que nem imaginava, me escrevem perguntando coisas sobre “ser mãe”. Hoje vou ajudar uma mãe que me perguntou como eu fazia o tempo com Deus com meus filhos, quando ainda eram bebês:

Mães precisam lembrar todos os dias que o mais importante é o eterno, não as coisas passageiras (incluo aqui, comprar brinquedos e limpeza da casa). E desde qual idade devemos investir nas coisas eternas para os nossos filhos? Desde sempre! Bebês são extremamente observadores. E conseguem captar muitas coisas ao seu redor.

Quando minha filha mais velha era bebê, eu lia a Bíblia em voz alta para ela, cantava musiquinhas que falavam sobre Deus e seu amor, sobre a criação dEle. Usava figuras coloridas da criação do mundo, e contava a ela, de maneira simples, curta. Algumas vezes, usava dedoches de animais e imitava os sons deles. Na parede do quarto, colamos adesivos de Noé, os animais e o arco-íris. Na hora do almoço, sempre repetia o mesmo versículo, sem forçá-la a repetir (não me lembro em qual livro li que seria melhor não forçar a repetição, nessa idade). Começamos com Gênesis 1:1: “No princípio criou Deus os céus e a terra.” Esse versículo estava colado na porta da cozinha, e eu apontava para a porta enquanto falava. Certo dia, a noite, pronta para dormir, minha filha apontou para o papel com o versículo e citou (não perfeitamente, pois ainda não falava direitinho): “No princípio criou Deus os céus e a terra.” Claro que fizemos festa!!!! São verdades que são plantadas desde pequeno. Já ouvi cristão dizendo que não é tão importante assim decorar versículos! Claro que sim!!! Você está escondendo a palavra de Deus em seu coração (Provérbios), e também está se preparando para responder com mansidão e temor a qualquer que pedir a razão da esperança que há em nós (1 Pedro). Versículos que decorei na minha infância já me ajudaram demais e fizeram diferença!

Quando o segundo filho chegou, a rotina mudou, claro! Muita coisa muda com a chegada de um segundo filho. Demora um tempo para entrarmos no novo ritmo.

Hoje que minha filha mais velha já tem quatro anos (já????), temos outro esquema para a leitura da Bíblia. Pela manhã, depois de tomar o café da manhã, trocar de roupa, arrumar a cama (isso tudo demooooora um tempinho), ela pega a Bíblia e “lê” sozinha (em “lê”, entenda-se: olha as figuras de uma história bíblica), enquanto eu leio a minha Bíblia. O mais novo (de 2 anos), olha um livro aqui, corre para lá um pouco, volta e puxa a minha Bíblia, busca outro livro….Depois que cada um leu/olhou a sua Bíblia, conversamos sobre o que lemos. Se funciona assim todos os dias? Não. Mas é importante tentar, pois rotina é essencial. E se você consegue colocar a leitura da Bíblia na rotina diária, está investindo no eterno!!!!!

Idéias que deram certo e você pode fazer com seu bebê:

– Ler a Bíblia em voz alta;

– Imprimir/comprar figuras coloridas sobre histórias bíblicas;

– Usar material diferente (como dedoches);

– Colar adesivos referentes a histórias bíblicas;

– Fixar versículos com figuras coloridas em algum lugar que o bebê possa ver;

– Cantar músicas sobre Deus, Seu amor, Sua criação;

Claro que não existem somente essas idéias. Por isso, tentarei postar idéias de outras mães, em breve!

E fiquem atentas, teremos uma surpresa para comemorar o primeiro aniversário do blog!

Se quiser, compartilhe aqui como você costuma fazer seu tempo com Deus, com seus filhos. Você também pode encorajar outras com suas idéias!

Fiquem firmes no Senhor!

Carmen

 

 

Anúncios